23 de abril de 2011

Distância e saudade...

As vezes a distância é inevitável e necessária,mas ainda assim não impede da gente sentir saudade...e com o passar dos dias,no meio de tanta indiferença,tanta formalidade,tanto orgulho...eu parei e refletir no tamanho da agressão emocional que eu estava me submetendo,não sabia se era menos doloroso um falar de vez enquando ou se era melhor me distanciar ignorando os fatos,foi então que eu percebi,como era doloroso manter distância,ficar sem falar com você,os motivos que nós seres humanos encontramos para nos violentarmos emocionalmente eu nunca vou conseguir compreender ,esses talvez só o tempo dirá,mas enquanto esse tempo não chega,a única certeza que tenho é que você me faz muita falta...e o que me dói dessa vez,talvez não seja a sua ausência ou a nossa indiferença,o que me dói hoje é a certeza que vai passar o que eu queria muito que ficasse.

5 comentários:

GMMR disse...

http://wordsythoughts.blogspot.com/

Jaque*Sampaio disse...

Lindo blog....:)

Ediana disse...

Sei bem o que isso, saudade dói..como dói...
lindo blog.
seguido aqui.

Beto Bueno disse...

A saudade dói , mas ensina muito tambem !

Leila Mustafa Cury disse...

Lindo texto sueli! Eu a convido a ler meu poema postado no recando das letras. Saudade.

http://www.recantodasletras.com.br/
Autores: Leila Mustafa Cury
Textos

Beijos na alma.
Leila